Share this

terça-feira, julho 18, 2006

A grande viagem

Eu já não andava de comboio desde 1978, altura em que terminei os meus estudos no Liceu Nacional de Portimão (chamava-se assim na época). Ontem, por ironia do destino, tive que viajar de comboio para Lisboa (ida e volta no mesmo dia), com uma colega de trabalho, para fazer uma formação. Levantada da caminha às 05:00 da manhã lá entrei no comboio Regional das 06:08 que me levaria até Tunes para apanhar o Alfa Pendular. Ensonada como estava, tentei dormir alguma coisa, o que não consegui porque o dia estava a clarear e o comboio fazia um barulho ensurdecedor. Chegada a Tunes, lá fui até Lisboa no Pendular, regressando ao fim da tarde e voltando a apanhar o celebre Regional em Tunes para regressar a Lagos. Tudo somado, três horas e meia de viagem; 2 horas e meia Lisboa/Tunes e uma hora Tunes/Lagos. Entrando no comboio, ainda pensei que, pelo menos, o pessoal seria cuidadoso, pois tinham aberto todas as janelas, o que num comboio sem ar condicionado e com o calor que tem estado, garantia algum ar puro aos viajantes (neste caso, aos nacionais e a turistas estrangeiros que viajavam a essa hora).
Embora cansada, fui-me apercebendo de alguns pormenores que na primeira viagem, talvez pelo sono, me tinham passado despercebidos:

A sujidade abundava por fora e por dentro: os bancos, os apoios de cabeça, o chão, os vidros;
O barulho (que mais parecia um gemido) era ensurdecedor, mal conseguíamos conversar;
Um dos vidros das janelas não existia _ estava todo partido;
O comboio cheirava mal;
Cada vez que andava mais depressa, as carruagens pareciam querer desintegrar-se;
Cada vez que travava, ou desacelerava, um cheiro nauseabundo a qualquer coisa queimada invadia-nos as narinas.

Senhores da CP, Refer, ou lá como isso se chama:
Estamos no Algarve! Sabem?... Turismo! Estrangeiros que gostam e estão habituados a viajar de comboio! Portugueses que têm direito a ser melhor servidos e melhor tratados pelos transportes que pagam!
Senhores do Governo: TGV?... Metam-no no sítio do costume! Ponham-me mas é um comboiozinho agradável a andar no Algarve, mais rápido e mais limpo do que a vergonha do Regional que temos!

E agora o grande final:
Para que a viagem acabasse em grande, ignorando o lixo que, para meu grande espanto, uma viajante deixava espalhado pelo comboio, e gritando que estávamos a chegar a Lagos, o simpático revisor, do alto da sua farda desalinhada e do seu cabelo oleoso, ordenou aos passageiros da minha carruagem:
- Antes de saírem, fechem as janelas!

domingo, julho 16, 2006

O ABC da (nossa) vida é um “poema para representar”, escrito em 1958 por Jean Tardieu e que a Oficina Municipal de Iniciação à Expressão Dramática (OMINED) irá apresentar nos dias 22 e 23 de Julho, pelas 22 horas, no Auditório do Centro Cultural de Lagos.
Não faltem!
A minha amiga Duda faz parte do elenco.
Pronto, Duda! Já estou perdoada?...

quinta-feira, julho 13, 2006

Mater



Mais um espectáculo da AMALGAMA - Companhia de Dança.

Desta vez em Tomar, no Convento de Cristo.

A não perder!

quinta-feira, julho 06, 2006

The day after


Hoje, estávamos todos de orelha murcha, o rabinho já não abanava. As expectativas foram grandes, mas o resultado foi curto. Paciência! Conseguimos chegar à meia-final e ainda vamos tentar o terceiro lugar. Enquanto há vida, há esperança! Força selecção! A esta altura do campeonato, há que continuar a apoiá-los. Talvez com menos ais… menos ais… menos ais…

domingo, julho 02, 2006

Estamos quase lá!


Então e não é que já estamos na meia final? Estamos quase lá....
A nossa selecção está de parabéns. Grande Ricardo! Os frangos já são passado! Conseguiste congelá-los ( a eles e aos ingleses)!