Share this

sexta-feira, junho 19, 2009

The boy from Ipanema

1 comentário:

Anónimo disse...

Há quem goste ,mas a Diana é um Bluf. É rica e bonita, não necessitava de ultrajar o jazz e a língua portuguesa.
Um músico