Share this

quinta-feira, dezembro 27, 2007

Esclarecimento precisa-se






Eu nunca quis falar de política no meu blog, mas tenho lido verdadeiras controvérsias na comunicação social. Fui agora aqui ao lado, ao blog do Dr. Pedro Santana Lopes, e continuo algo confusa com os prós e os contras da entrada para o BCP do actual presidente da CGD. Há questões que gostaria de ver respondidas, até porque sou cliente dos dois bancos e, quanto mais não seja, para elucidar quem, como eu, é um mero cidadão deste país, e não chega a conclusão alguma neste mar de remoinhos que é a política à portuguesa.

Como é possível o Banco de Portugal ou o Banco Central, de há 8 anos a esta parte, nunca ter dado pelas irregularidades existentes no BCP? E o Governo? Tem resposta para isto?
Os Bancos não têm Revisores Oficiais de Contas? Se os têm, quem é o ROC do BCP e o que tem a dizer sobre o assunto?

Por outro lado, tanto quanto sei, não foi o Governo que nomeou Santos Ferreira. Foram os principais accionistas do BCP que decidiram avalizar a sua candidatura.
Logo, como se pode falar de hipotética espionagem industrial? E a mandado de quem?

No que diz respeito a um presidente de um banco passar, de imediato, a presidente de um banco rival. Não são assediados para administradores de grandes empresas conceituados profissionais de empresas concorrentes? Ou o problema reside no facto dessa empresa ser um banco? Mas não é um banco uma empresa? Que nos compra e nos vende dinheiro?

Se por outro lado, se hipoteticamente houver essa tal espionagem industrial de que alguém já falou, não há accionistas com ferramentas legais para detectar e fiscalizar os actos de gestão da nova presidência/administração? No que é que um cidadão cliente de um e de outro banco pode ser lesado?

Há, no entanto, uma questão, colocada pelo Sr. Dr. Pedro Santana Lopes, que eu suponho ter a (muito minha) resposta:

- Como é que o accionista único da Caixa Geral dos Depósitos (o Estado) não se importa com a mudança e até está manifestamente de acordo?

Talvez porque, mesmo só pelos 2% que a CGD tem no BCP, as muitas qualidades pessoais e a grande capacidade profissional de Santos Ferreira, sejam para o accionista o garante de que esses 2% serão devidamente rentabilizados. Um tostão é um tostão e outro bom presidente para a CGD, logo se arranja.

Venham as respostas que eu cá vou, calmamente, esperando.

domingo, dezembro 23, 2007

Mimos de Natal


Mais um vídeo do mestre Halden Beaumont.

Directamente da SL e em particular de Portucalis, os votos de Bom Natal para o segundo e o primeiro mundos.

domingo, dezembro 16, 2007

É Natal



Precisava de alguma inspiração para escrever sobre o Natal, mas nada me ocorre. Estou vazia de ideias, não sei se por ser próprio da época, por ser próprio de mim nesta altura do ano. Invade-me um misto de alegria/tristeza que não sei descrever.
Lembro-me sobretudo dos meus pais, do quanto me fazem falta, do quanto sinto a falta deles. Lembro-me também de todos os outros familiares que já cá não estão.
Invento argumentos para que não me sinta assim; que o Natal é alegria, que é preciso pensar nas prendas, nos detalhes, no peru, nos doces, nos cartões e nas mensagens à família e aos amigos.
Não resulta. Desta vez não tenho vontade.

E com isto já escrevi cem palavras que não dizem nada.


Desculpem a miséria de post!!!
Decididamente, este ano, não estou a gostar do Natal. Nem de mim!


Feliz Natal a todos os que ainda vão passando por aqui.

quinta-feira, dezembro 06, 2007

O meu vício



É por estas e por outras, que não deixo que critiquem o meu vício diário.

terça-feira, dezembro 04, 2007

I've been tagged


My SL’s good friend Margarita has tagged me to participate to a “Eight Random facts” meme. I hate this kind of things but she deserves my co-operation.

Here are the rules:

(1) Each player starts with eight random facts/habits about themselves.

(2) People who are tagged need to write a post on their own blog (about their eight things) and post these rules.

(3) At the end of your blog, you need to choose eight people to get tagged and list their names.

(4) Don’t forget to leave them a comment telling them they’re tagged, and to read your blog

Eight Random Facts about me:
As I’ve been already so tagged about my habits, I’m not going to write everything again. If you are so curious,
you can read it here!

And now my Portuguese “victims” (can’t get more than one, most of them are already tagged), my good friend
Ibrahim Bates.

Malaquias


Que dizer?...
Que a história que a Cristina conta é l i n d a ?
Que as ilustrações do meu sobrinho Jorge são o m á x i m o ?
É ler ( o Malaquias) para crer!!!!


Sou um bocadinho vaidosa! Não sou?...

segunda-feira, dezembro 03, 2007

Estrela da tarde



Foto: Alex Mastuciac


O mais lindo poema de Ary dos Santos



Era a tarde mais longa de todas as tardes que me acontecia
Eu esperava por ti, tu não vinhas , tardavas eu entardecia
Era tarde, tão tarde, que a boca, tardando-lhe o beijo, mordia
Quando à boca da noite surgiste na tarde tal rosa tardia

Quando nós nos olhamos tardámos no beijo que a boca pedia
E na tarde ficámos unidos ardendo na luz que morria
Em nós dois nessa tarde em que tanto tardaste o sol amanhecia
Era tarde de mais para haver outra noite, para haver outro dia

Meu amor, meu amor minha estrela da tarde
Que o luar te amanheça e o meu corpo te guarde
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza
Se tu és a alegria, ou se és tristeza
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza

Foi a noite mais bela de todas as noites que me adormeceram
Dos nocturnos silêncios que à noite de aromas e beijos se encheram
Foi a noite em que os nossos dois corpos cansados não adormeceram
E da estrela mais linda da noite uma festa de fogo fizeram

Foram noites e noites que numa só noite nos aconteceram
Era o dia da noite de todas as noites que nos precederam
Era a noite mais clara daquelas que à noite amando se deram
E entre os braços da noite, de tanto se amarem, vivendo morreram

Eu não sei, meu amor, se o que digo é ternura, se é riso se é pranto
É por ti que adormeço e acordo e acordado recordo no canto
Essa tarde em que surgiste dum triste e profundo recanto
Essa noite em que cedo nasceste despida de mágoa e de espanto
Meu amor, nunca é tarde nem cedo para quem se quer tanto

sábado, dezembro 01, 2007

Academia de Submissos

Academia de Submissos
Veja aqui um trabalho do meu amigo Hugo Almeida (Halden Beaumont)