Share this

sábado, janeiro 01, 2011

Desejo

O desejo é uma tensão em direcção a um fim considerado pela pessoa que deseja como uma fonte de satisfação. É uma tendência algumas vezes consciente, outras vezes inconsciente ou reprimida. Quando consciente, o desejo é uma atitude mental que acompanha a representação do fim esperado, o qual é o conteúdo mental relativo à mesma. Enquanto elemento apetitivo, o desejo distingue-se da necessidade fisiológica ou psicológica que o acompanha por ser o elemento afectivo do respectivo estado fisiológico ou psicológico.

Tradicionalmente, o desejo pressupõe carência, indigência. Um ser que não caressesse de nada não desejaria nada, seria um ser perfeito, um deus. Por isso Platão e os filósofos cristãos tomam o desejo como uma característica de seres finitos e imperfeitos. (in Wikipédia)




Mas eu desejo.
Desejo ser finita e imperfeita, que a perfeição enjoa e dá trabalho.

Desejo sempre
como quem deseja um enorme desejo,
com força, com ânsia, com persistência, com vontade,
sem desânimo.

E vou desejando tudo
Porque a força do desejo ultrapassa agonias, crises, depressões.

Por vezes desejo que,
só por desejar,
o desejo se transforme em realidade.

E desejo com força

Desejo que este novo ano
seja o melhor dos anos para todos nós
ou que o façamos ser
com o nosso desejo.

Com força, com ânsia, com persistência, com vontade,
sem desânimo.


Desejo nunca cessar de desejar.