Share this

terça-feira, julho 18, 2006

A grande viagem

Eu já não andava de comboio desde 1978, altura em que terminei os meus estudos no Liceu Nacional de Portimão (chamava-se assim na época). Ontem, por ironia do destino, tive que viajar de comboio para Lisboa (ida e volta no mesmo dia), com uma colega de trabalho, para fazer uma formação. Levantada da caminha às 05:00 da manhã lá entrei no comboio Regional das 06:08 que me levaria até Tunes para apanhar o Alfa Pendular. Ensonada como estava, tentei dormir alguma coisa, o que não consegui porque o dia estava a clarear e o comboio fazia um barulho ensurdecedor. Chegada a Tunes, lá fui até Lisboa no Pendular, regressando ao fim da tarde e voltando a apanhar o celebre Regional em Tunes para regressar a Lagos. Tudo somado, três horas e meia de viagem; 2 horas e meia Lisboa/Tunes e uma hora Tunes/Lagos. Entrando no comboio, ainda pensei que, pelo menos, o pessoal seria cuidadoso, pois tinham aberto todas as janelas, o que num comboio sem ar condicionado e com o calor que tem estado, garantia algum ar puro aos viajantes (neste caso, aos nacionais e a turistas estrangeiros que viajavam a essa hora).
Embora cansada, fui-me apercebendo de alguns pormenores que na primeira viagem, talvez pelo sono, me tinham passado despercebidos:

A sujidade abundava por fora e por dentro: os bancos, os apoios de cabeça, o chão, os vidros;
O barulho (que mais parecia um gemido) era ensurdecedor, mal conseguíamos conversar;
Um dos vidros das janelas não existia _ estava todo partido;
O comboio cheirava mal;
Cada vez que andava mais depressa, as carruagens pareciam querer desintegrar-se;
Cada vez que travava, ou desacelerava, um cheiro nauseabundo a qualquer coisa queimada invadia-nos as narinas.

Senhores da CP, Refer, ou lá como isso se chama:
Estamos no Algarve! Sabem?... Turismo! Estrangeiros que gostam e estão habituados a viajar de comboio! Portugueses que têm direito a ser melhor servidos e melhor tratados pelos transportes que pagam!
Senhores do Governo: TGV?... Metam-no no sítio do costume! Ponham-me mas é um comboiozinho agradável a andar no Algarve, mais rápido e mais limpo do que a vergonha do Regional que temos!

E agora o grande final:
Para que a viagem acabasse em grande, ignorando o lixo que, para meu grande espanto, uma viajante deixava espalhado pelo comboio, e gritando que estávamos a chegar a Lagos, o simpático revisor, do alto da sua farda desalinhada e do seu cabelo oleoso, ordenou aos passageiros da minha carruagem:
- Antes de saírem, fechem as janelas!

3 comentários:

Duda disse...

Porra e eu que enjoei que nem um perú? E o calor que fazia em Lisboa? E nós que estávamos loucas com o calor? E com aspernas inchadas que até pareciam chispes de porco? E o belo do passeio ao nº2 da Calçada da Glória? Bem foi demais!!!

Ck in UK disse...

Ja nao me lembro de andar num comboi regional em PT. Mas da perspectiva duma emigra digo-te ja: tens razao que o estrangeiro entraria em choque, mas o choque dele seria muito menor do que o qu apanhava se conduzisse nas nossas estradas. e que e cada cavalada!!!!

E verdade - tas casada ha 24 anos? e que ainda tou a recuperar dessa informacao!!!!

Anónimo disse...

great blog