Share this

sexta-feira, março 07, 2008

Entardecer


Entardece, lentamente, na minha cidade.
Ténues raios de sol teimam em ficar,
reflectindo mil cores na areia molhada.
Entardece a minha face p'los caminhos da idade.
E deixando avançar o tardio retardar,
vai-se o sol, vai-se a luz
e eu fico sem nada.



June

4 comentários:

Anónimo disse...

Muito lindo!

poulana disse...

Ficas com o vazio! Esse ajuda a valorizar o cheio ...
E nenhum dos conceitos é absoluto!
Jinhos

Winter disse...

Ficas com a beleza a noite, da lua a espreitar através das nuvens, das estrelas que estão sempre lá :)

June disse...

Beijinhos amigas. Obrigado!