Share this

sábado, outubro 07, 2006

Há dias bons! Mas há outros...


Sexta-Feira a saber a Segunda. Que raio de dia este!
Não sei se por ontem ter sido feriado, se por o senhor lá de cima se ter lembrado que eu tinha que pagar por uns quantos pecadozitos, que, de vez em quando, sem querer, vou fazendo.
Telefonam-me do hospital às 8 da manhã, porque aquela hora ainda não havia recepcionista e os doentes já se amontoavam ao balcão. A P. pensou, erradamente, que as férias ainda incluíam a Sexta-Feira. A outra P. tinha ido para Faro. Também não havia telefonista porque tinha entrado de férias. A seguir recebo uma mensagem: era a C., com dores de estômago, que me disse que ia ao hospital, mas para ser vista pelo médico.

Resultado, lá fui eu a caminho do trabalho, com o coração aos saltos e o pequeno-almoço a querer voltar para trás.
Depois de tentar organizar-me no meio de todo aquele absentismo, entra-me pelo gabinete a dentro a O., queixosa e cheia de negras, a dizer-me que tinha caído uma ‘porrada’ de bicicleta (diz-se assim no Algarve). _ Depois de um autocarro ter parado para lhe dar passagem, ao subir o passeio, estatelou-se ao comprido, com pompa e circunstância. Os passageiros todos a ver, claro! Não sei o que lhe custou mais… Se a queda, se a assistência.
Bem, e depois foram milhares de telefonemas, que não me deixaram trabalhar, os doentes a queixarem-se pelo atraso no atendimento e por aí fora até às 5 da tarde, hora em que decidi: Basta! Por hoje já chega de desgraças! E saí.
E vai uma mulher a conduzir, furiosamente, ao centro de inspecções, porque o carrito já deveria ter sido inspeccionado em Abril passado.
E a seguir vai uma mulher, como um relâmpago, a caminho do supermercado porque as prateleiras da despensa não se enchem por magia.
E depois vai ainda a outro lado porque a cara-metade gostou imenso do pãozinho que lá comprou da última vez.
E finalmente, chega uma mulher a casa, a tempo de se cruzar com a cara-metade, que vai a sair para jantar fora com clientes.
Há dias bons, mas há outros c***õ**!

4 comentários:

Duda disse...

Ai c'o cacete hem! Então não é que o que mais me custou foi mesmo a porrada que caí!? Pois foi! Foi mesmo a porrada! As pessoas do autocarro pouco me importaram, porque com toda a certeza já caíram de ou sem bicicleta!Enfim...
MAS, E AGORA TOU REFUDIDA, NÃO FUI EU QUE ME ESQUECI DE IR TRABALHAR E NÃO TIVE DORES DE ESTÔMAGO E NÃO FUI PARA FARO, PARA AO-PÉ-DOS-FERROS-DE-ENGOMAR (COITADA DA MOÇA)! EU QUE ESTAVA CHEIA DE NÓDOAS NEGRAS, ATÉ FUI TRABALHAR E DESENRRASQUEI NA MAIOR!!! OU NÃO FOI???????????? Chefe, vocemecê esqueceu-se de dizer isto! Ó para mim com o orgulho ferido! Catano!!!!

June disse...

Ok, Duda. Desculpa lá! Foste impecável! Viva a Duda! Viva! Viva!
Lembra-me na 2ª. Feira do "Só para rir". Pleeeaaase!!!!!
Bjs.

Duda disse...

llllllllllllloooooooooooooollllllll ehehehehehehehehe, tava a ver que não! Possa que uma pessoa esforça-se e depois só ouve é estas bocas e ninguém lhe dá valor??? Na pode ser pá, eles falam, falam, falam, falam e depois não vejos a fazer nada, pois com certeza que fico chateada pá!

rocka disse...

Poça, é verdade. Mas que raio de sexta feira tivemos nós.Parecia mesmo uma segunda... Foi sem dúvida um dia CMF !!! Mas pronto, lá veio um fim de semana curtinho, curtinho, a pedir desculpa. :)