Share this

sábado, julho 19, 2008

É sempre sem querer



Quem for meu amigo, que me ofereça flores.

Plantas, jamais! Só se para o jardim.

Sem querer, acabei por matar a última que me ofereceram. À sede, penso eu.

Lá se fora as orquídeas. Como é que eu vou explicar, mais uma vez, que as deixei morrer?

Sou só eu que sou assim?

4 comentários:

JPG disse...

Indicador no ar. Ou as mato à sede ou as afogo. São também as únicas vítimas de "fumo passivo" que conheço.

Lilith disse...

Ofereceram-me (a minha cara-metade) 6 vazinhos cada um com o seu cacto e são todos um encanto, para além de beberem pouca agua são tão lindinhos, e ali estão eles os 6 muito arrumadinhos em cima do meu frigorifico!

Winter disse...

Pois que o feto lindo que comprei há 3 semanas está moribundo... não és a única não amiga :(

Ofland disse...

Não, não és só tu que és assim!

E isso provoca um certo sentimento de pânico entre a comunidade vegetal deste mundo!

Um filme sobre isto não dexava de ser interessante...

:-)